sexta-feira, 29 de abril de 2011

Animes musicais

Beck: Mongolian chop squad
É um anime de 26 episódios baseado numa série em mangá. Nele Yukio, mais conhecido por seus amigos como "Koyuki" é um garoto de 14 anos, que depois de salvar um cachorro chamado Beck, conhece seu dono Ryūsuke Minami, quem influencia Koyuki a tocar violão.
Logo estão tocando juntos em uma banda chamada Beck, pretendendo conseguir fama na américa.
O anime conta com boas animações, e referências à várias bandas e guitarristas famosos, inclusive uma referência a Lucille, a guitarra de BB King.



K-On
A história de K-on é sobre quatro garotas estudantes que participam do clube de música da escola, para evitar que o clube seja fechado. Porém elas são os únicos membros do clube.
Yui Hirasawa, a personagem principal não tem nenhuma experiência musical e não sabe ler partituras, mas com o tempo vai aprendendo a ser uma boa guitarrista.
A partir de então, Yui, a baixista Mio Akiyama, a baterista Ritsu Yamanaka e a tecladista Tsumugi Kotobuki passam o dia juntos, sempre treinando e ensaiando (Quando não estão comendo ou descansando).
O clube então conhece Sawako Yamanaka, uma professora de música que acaba se tornando a professora da banda. Durante o segundo ano da escola secundária, o clube ganha uma nova guitarrista chamada Azusa Nakano, quando ganham mais força e começam a ensaiar ainda mais.
K-On é um anime muito divertido, rendendo boas risadas, misturando música, comédia e cenas de lesbianismo (?!).



Detroit Metal City
Soichi Negishi é um jovem tímido e músico que sonha com uma carreira na música Pop, mas acaba se tornando o vocalista de uma banda de Death Metal chamada Detroit Metal City (DMC).
Nos palcos Negishi se torna em Johannes Krauser II, sofrendo rumores sobre ser um Demônio terrorista do Inferno e de ter matado e estuprado os próprios pais. Uma das músicas sugerem que seus fãs devem assassinar à todos.
Negishi tenta largar a banda mas não consegue, pois a banda DMC começa a crescer, impedindo que ele possa abandonar a banda.



Nana

Nana Osaki é uma cantora de Punk que toca na banda Black Stones (também chamada de BLAST), e seu namorado, Ren, é o baixista da banda. Ren recebe a proposta de entrar numa popular banda de Tókio chamada Trapnest.
Nana decide continuar a cantar na BLAST ao invés de seguir Ren. Depois, aos 20 anos, Nana vai para Tóquio seguir carreira musical, lá ela conhece Nana Komatsu, quem tem o hábito de se apaixonar a primeira vista todo o tempo, dependendo doas amigos para ajudá-la.
As duas Nanas se conhecem por acaso em um trem, ambas indo para Tóquio. Depois de várias coincidências, elas vão morar juntas num apartamento de número 707 ("Nana" significa sete em japonês). Apesar de terem personalidades e ideais diferentes, as Nanas se tornam grandes amigas.
Nana Osaki dá à Nana Komatsu o apelido de Hachi (Referência a Hachikō - um famoso cachorro japonês - Por Komatsu se assemelhar à um filhote de cachorro, e também uma piada, já que "Hachi" significa oito em japonês).



La Corda D'oro
Kahoko Hino é uma estudante da Seiso Academy, uma escola conhecida por sua música. Certo dia ela se apressa para ir á escola e conhece Lili, uma fada musical que somente ela consegue ver. Lili concede à Kahoko um lugar na competição musical anual da escola, porém Kahoko não é especializada em tocar nenhum instrumento, Lili então entrega á Kohoko um violino com poderes mágicos.
Kohoko se impressiona conforme pratica o instrumento, e vê que consegue tocar qualquer peça musical, desde que saiba o tom delas, ela consegue tocá-las de coração.



Piano: The melody of a young girl's heart
Miu Nomura sempre tocou piano e acha que esta é uma das maiores felicidades em sua vida.
Mesmo quando ainda era uma criança, a música que ela tocava no piano fazia seu coração pairar, um sentimento que ela gostaria de compartilhar com todos que gostassem de música, quando ela ansiosamente demonstrava seu talento no piano para aqueles em volta dela.
Conforme o tempo passava, ela se tornou uma adolescente tímida demais para expressar seus sentimentos, incapaz até mesmo de se expressar pela música. Isto ficou tão mal que chegou a perder suas habilidades no piano, e seu professor de piano ficou impaciente com as contantes falhas de Miu para demonstrar sua verdadeira capacidade, caso ela se esforçasse.
Miu é apaixonada por um garoto chamado Takahashi, e por ele, Miu volta a ter interesse pela música.



White Album
White Album é uma nime estilo drama, sua história fala sobre o estudante Tōya Fujii, e sua relação com a cantora Yuki Morikawa. Porém começam a aparecer problemas com seu relacionamento, já que nem sempre seus amigos estão felizes com o namoro de Tōya e Yuki. O trabalho de Yuki também trás problemas ao relacionamento, e ambos precisam se tentar se entender melhor.




Espero que tenham curtido mais esse post.
Se conhecem algum outro anime musical, coloque nos comentários.
Até a próxima!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Plágios musicais e o uso de "Samplers"

Há pouco tempo atrás houve uma discussão pelo Twitter entre os músicos do Angra, Kiko Loureiro e Felipe Andreoli e o "cantor" de axé, Léo Santana do Parangolé, que havia usado o riff de Nova era, música do Angra, em uma das "músicas" do grupo Parangolé.

Entre as mensagens trocadas, Kiko Loureiro diz: "Podem até usar os riffs, mas façam música boa com eles", "Os caras querem zoar geral... que vergonha!", "@bandaparangole- Tomba ae Tomba. Absurdo! Cara de pau! Que feio os Parangolés roubando músicas dos outros".
Enquanto isso Felipe Andreoli diz: "Esses aí meteram ficha na cara de pau hein...puta merda...rs", "@OLeoSantana como faz com a sua "menção não autorizada" à música do Angra, meu querido? http://goo.gl/kVkkO".

E o "cantorLéo Santana
chama os plagiados de ignorante, como na mensagem a seguir: "Só tem ignorante aqui!rs falei tem 4 anos que o compositor levou essa música lá!morde as costas vcs pow.kakakakak".
e diz querer plagear mais como disse na mensagem: "Vou até falar com os parceiros pra ouvir mais Angra pra copiar mais ainda.gostei do plagio de tomba ê!rsr".

Confiram o plágio:


E há algum tempo atrás, o guitarrista Joe Satriani acusou a banda Coldplay de plagear a música "If i could fly" na música "Viva la vida".

Joe Satriani: If i could fly


Coldplay: Viva la vida


O brasileiro Marc Ferr plagiou a música "Wasting love" da banda de Heavy Metal Iron Maiden, com a música "Die for love".

Iron Maiden: Wasting love


Marc Ferr: Die For Love


Black Eyed Peas é um grupo que utiliza muito de plágios samplers, uma dessas músicas é "The time", plágio da música tema do filme Dirty dancing. (Para quem não sabe, samplear uma música consiste em utilizar a base de uma canção já conhecida e cantar sua própria versão dela por cima, basicamente, significa um plágio com nome chique).

Dirty Dancing theme


Black Eyed Peas: The time (Dirty bit)


Já o rapper Eminem obteve autorização para plagiar samplear a canção "Dream on", da banda Aerosmith,
com a música "Sing for the moment". Confira:

Aerosmith: Dream on


Eminem: Sing for the moment


Queen: Under pressure


Vanilla Ice: Ice ice baby


Pois é, lembram-se que já houve um tempo em que era necessário compor para se fazer música?
Pois agora isso nem sequer é preciso, basta copiar, como vimos nos exemplos acima...
Agora me pergunto... Porque?! Seria preguiça de compor? Falta de estudos e conhecimento musical? Simples falta de criatividade? (...)

Confiram o post Covers toscos e bizarros para mais músicas copiadas.
Até a próxima!

sábado, 23 de abril de 2011

Compondo um hit de sucesso em quatro acordes

O grupo de comédia australiano Axis of Awesome demonstrando como é fácil criar um hit de sucesso.
A fama está somente à quatro acordes de você!
Confira:


Com os mesmos quatro acordes (C, G, Am e F) o grupo toca 38 canções:
Journey - Don't stop believing
James Blunt - You're beautiful
Alphaville - Forever young
Jason Mraz - I'm yours
Mika - Happy ending
Alex Lloyd - Amazing
The Calling - Wherever you will go
Elton John - Can you feel the love tonight
Maroon 5 - She will be loved
The Last Goodnight - Pictures of you
U2 - With or without you
Crowded House - Fall at your feet
Kasey Chambers - Not pretty enough
The Beatles - Let it be
Red Hot Chili Peppers - Under the bridge
Daryl Braithwaite - The horses
Bob Marley - No woman no cry
Marcy Playground - Sex and candy
Men at Work - Land down under
Banjo Patterson's Waltzing Matilda
A-Ha - Take on me
Green Day - When I come around
Eagle Eye Cherry - Save tonight
Toto - Africa
Beyoncé - If I were a boy
Offspring - Self esteem
Offspring - You're gonna go far kid
Pink - You and your hand
Lady Gaga - Poker face
Aqua - Barbie girl
The Fray - You found me
30h!3 - Don't trust me
MGMT - Kids
Tim Minchin - Canvas bags
Natalie Imbruglia - Torn
Five for Fighting - Superman
Axis of Awesome - Birdplane
Missy Higgins - Scar

Isso prova a "qualidade" das "composições" e a "criatividade" de muitos "artistas"...
Principalmente os atuais...

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Hyper Touch Guitar - Guitarra touchscreen

Depois da Misa - Guitarra digital, chegou a vez do Hyper Touch Guitar. Projeto do designer Max Battaglia, o Hyper Touch Guitar é um projeto futurista de uma guitarra-conceito que conta com um sistema de reconhecimento de toque no lugar das cordas.
Max Battaglia substituiu as cordas por uma tela multitouch screen (Tela sensível ao toque que reconhece dois ou mais contatos), nela o usuário poderá escolher quantas "cordas" e trastes o instrumento terá, assim como a afinação e até mesmo os timbres e efeitos sonoros.
O instrumento também terá um comando wireless que permite infinitas configurações e customizações, com infinitas possibilidades sonoras.
Alguns controles como o knob de tone, volume e a alavanca continuarão para manter o rápido acesso ao usuário de forma intuitiva.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Guitar Pro 6 + Fretlight Guitar

Acredito que muitos (Se não todos) os guitarristas que frequentam o blog conhecem o software Guitar Pro. Agora o Guitar Pro possui integração com as guitarras "Fretlight".


As guitarras Fretlight, são guitarras modificadas que possuem luzes nas casas, e que conectado à um computador, trabalha junto com um software próprio, que pode ser configurado para que a guitarra mostre escalas, exercícios e até mesmo canções.
Mas agora o Guitar Pro possui integração com o software Guitar Pro 6. Isso significa que as notas que apareceriam pra você no programa, agora aparecerão diretamente no braço de sua guitarra Fretlight!

Confira um vídeo de explicação (Inglês):


Confira também a guitarra Fretlight trabalhando em conjunto com o Guitar Pro 6,
tocando a música Stairway to Heaven, do Led Zeppelin:


O que mais um guitarrista novato pode querer?
É claro que este não é um recurso que serve somente para iniciantes, muito pelo contrário, é possível aprender muito mais e de modo bem mais fácil e rápido com uma guitarra dessas aliada ao programa Guitar Pro, que já vem ajudando muita gente há um bom tempo.
Mas desse jeito o aprendizado até perde a graça, quem vai querer quebrar uma guitarra no chão ao não conseguir tocar uma música? A guitarra já faz quase tudo pro guitarrista... Pobre Rock 'n' Roll...

Para mais informações acesse: http://www.fretlight.com/guitarpro

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Covers toscos e bizarros

Dentro do mundo da música existem muitos covers de bandas famosas, porém, muitas das vezes isso não passa de plágio por simples falta de criatividade, talento para composição e conhecimento de música teórica.
Para lidar com sua falta de talento e conhecimento musical, tais "artistas" (Estes também conhecido como autistas) tocam versões bizarras e toscas ou criam samplers (Basicamente, cantam outra coisa em cima de uma BT de outro artista) de músicas boas.
O cover é muito utilizado no forró e no sertanejo, onde de cada 5 músicas, pelo menos 3 são covers e ninguém nem desconfia, já que em sua grande maioria, são versões de músicas em espanhol pouco conhecidas.
Algumas delas nos fazem querer morrer, matar, ou na melhor das hipóteses, nos fazem querer ficarmos surdos, mas em geral... Sabe aquele sentimento de humilhação e constrangimento, que nem sequer é com você, mas você tem vontade de se esconder? Sim, é isso que sentimos ao escutar algumas dessas "músicas" em forma de heresia...

Vamos conhecer algumas versões:
ATENÇÃO!!!
Assista por sua conta e risco, o blog Guitarra & Música NÃO se responsabiliza por qualquer dano mental que possa lhe ocorrer! (Lembre-se que uma vez que você vir o vídeo, você não poderá voltar atrás! Você terá de viver o resto de sua vida sabendo que já escutou isso)...

Calcinha Preta: Louca por ti (Dust in the wind cover)


Kansas: Dust in the wind


Forró Corpo de Mulher: Te amo pra sempre (The final countdown cover)


Europe: The final countdown