domingo, 25 de março de 2012

Parabéns para vocês!


Leitores do blog, o Johnny-Max escreveu sobre o aniversário do Guitarra & Música, e eu venho fazer o meu adendo como colaboradora do blog.
A contribuição deste blog para o mundo da música e dos músicos no geral (principalmente aos iniciantes e estudantes de música), é algo muito gratificante para nós. Reconhecidos por vocês, nossos leitores, que contribuem não só para o número de visitas, mas para o nosso crescimento, pois escrevemos para vocês e cada post é uma pesquisa, é um aprendizado; a cada curiosidade, dicas técnicas, e diversos assuntos relacionados ao mundo da música e seus variados gêneros musicais, numerosos instrumentos musicais, um sem par de geniais músicos; tudo isso nos faz querer estudar música cada vez mais e mais..
Tudo o que se relaciona ao tema deste blog, nos interessa.

Escrevemos com paixão, pois a troca de informações e a nossa partilha de conteúdo nos dá prazer e é isto que nos fortalece à continuar. Portanto eu e o Johhny-Max agradecemos à todos que nos visitaram um dia e voltaram pelo menos uma única vez para ler esta mensagem.

Continuem todos estudando música, é a força de vontade e o aprendizado que o torna um verdadeiro músico. Tocar um instrumento é aprender constante sobre ele.

O que seríamos sem a música?

Imagem: Google Imagens
Até a data de hoje, o post detentor do maior número de visitas, com 15306 visualizações fala sobre Os diversos Shapes/Modelos de Guitarra

O mais comentado foi o post sobre Palhetas 

Na retrospectiva do blog, Johnny fala sobre os mais curiosos e interessantes posts. 

O aniversário é do blog, mas o nosso verdadeiro presente são vocês, leitores, que acompanham os nossos textos, apreciam e comentam.
Muito obrigado!

E se você tiver dicas de postagens e quiser saber mais sobre determinados assuntos relacionados ao mundo da música e dos instrumentos musicais, mande-nos sua ideia, será muito bem vinda.  

quinta-feira, 22 de março de 2012

Cães músicos

Quem poderia imaginar que um cão bem treinado poderia ter até mesmo capacidades musicais...
Os cães do vídeo a seguir não só reconhecem a canção, como também conseguem reproduzi-la em um piano especialmente feito para ser tocado com suas patas, confira:

sábado, 10 de março de 2012

Música vegetal

Neste blog já vimos a Música de frutas, agora vamos ver a música de vegetais.

Nan Weidong e Nan Weiping são dois irmãos chineses que ficaram famosos por participar de vários programas de TV e shows de talentos tocando instrumentos musicais um tanto inusitados.

Os irmãos tocam instrumentos feitos principalmente a partir de vegetais, tais como cenouras, cebolinhas e flor de lótus, porém eles também vão além de vegetais, e conseguem fazer música até mesmo com tubos de pasta de dente.




Bônus!
Orquestra de música vegetal:

quarta-feira, 7 de março de 2012

Robôs músicos

Um grupo de engenheiros da Universidade de engenharia e ciências aplicadas da Pensilvânia desenvolveram um projeto musical muito interessante: Fazer música a partir de robôs, que controlados por meio de um computador conseguem tocar instrumentos musicais.
Vejam o vídeo dos robôs tocando o tema de 007: James Bond.


Cada robô é programado para percorrer certo trajeto em um certo intervalo de tempo. Cada robô é também responsável por funções específicas, como por exemplo: Um robô é responsável por tocar uma tecla do teclado, outro por tocar a caixa da bateria, etc.

O projeto foi desenvolvido por membros do laboratório GRASP, que estão ajudando cientistas e engenheiros a criar robôs inteligentes, ágeis, rápidos e flexíveis, imitando o comportamento de certos insetos, peixes e aves.

A sala do vídeo está repleta de luzes e cameras infra-vermelhas, que conseguem identificar a posição exata de cada robô, e assim passar as informações programadas de trajeto a cada um deles de forma wireless (sem fio). A programação dos movimentos dos robôs são feitos por meio de waypoints em um espaço 3D, Isto significa que eles são programados para estar em tal posição (em três eixos) em um certo intervalo de tempo.

sábado, 3 de março de 2012

Aprendiz de luthier da periferia de SP utiliza madeira encontrada no lixão para criar violinos


Desde 2009, quando começou a frequentar aulas de luthieria, David Rocha de 20 anos, busca no lixo a madeira para montar seus próprios instrumentos.
Com a madeira que encontra, David já construiu um alaúde, um cavaquinho, um bandolim, uma rabeca e outro violão, barroco. 
David utilizando madeiras velhas para criar seus instrumentos (Fonte: Folha)
O interesse pela música vem desde criança. Determinado a montar um violino só para ele, David encontrou nos móveis descartados um meio para isso.
"Cada madeira que eu encontrava, mostrava para o professor, para saber se servia", conta David. Ele cursa o último ano do ensino médio e hoje é monitor da oficina de luthieria durante a tarde.
Pelo trabalho, ele recebe uma bolsa de R$ 450 da Fundação Tide Setúbal, que promove o curso no Galpão de Cultura e Cidadania de São Miguel Paulista.
Como não segue as rígidas especificações usadas na fabricação do violino, o que David fabrica está mais para uma rabeca-violino.
"Ele obteve um resultado de qualidade muito rápido para quem está começando", elogia Fábio Vanini, professor da oficina de luthieria.
"A vantagem de ele usar as madeiras do lixão é que elas passaram pela prova do tempo, não vão mudar mais suas características", diz o luthier.
Ideias de reciclagem:
O interesse de David por materiais reciclados pode se tornar uma vantagem, já que o ofício sofre com a falta de madeira nacional disponível.
Segundo Vanini, a maioria dos bons violões é feita com jacarandá-da-bahia, que tem o corte proibido. Ou de mogno, difícil de ser encontrado.
Assista ao vídeo:



















Após assistir ao vídeo, Heber Sanches, professor de violino da Fundação Bachiana, quer convidá-lo para ter aulas na fundação:.
"Bacana o som que ele tira do instrumento. E tem muito luthier que adoraria tê-lo como aprendiz".
Fonte: Folha

Que grande inspiração! Sinto enorme emoção ao ver um jovem tão dedicado, que aparentemente tem pouca instrução e de origem humilde, se dedicando ao complexo mundo da luthieria. Se em apenas 3 anos eles já adquiriu conhecimento e capacidade para desenvolver instrumentos funcionais, prevejo um grande futuro para este rapaz. Dou os meus parabéns! E que ele se torne um grande músico e possa enfim, realizar seu sonho de tocar na Sala São Paulo como um grande instrumentista.
Nós que conhecemos bem a realidade do Brasil sabemos que nada mais do que muita força de vontade pode levar alguém a se tornar um mestre luthier e músico, já que vergonhosamente desprovemos de um plano governamental de incentivo à cultura e música de qualidade.
Boa sorte David!